Buscar

Vitamina D em pets

Conhecida pelo seu importante papel na manutenção do cálcio no organismo, essa vitamina deve ser fornecida diariamente aos pets por meio da alimentação, já que eles não conseguem sintetizar esse nutriente por meio da exposição solar, como os humanos.


Afinal, o que é a vitamina D?


A vitamina D é um nutriente essencial para cães e gatos, e representa papel importante em várias funções fisiológicas no controle do metabolismo ósseo e homeostase do cálcio e fósforo no organismo. Essa vitamina pode ser encontrada sob duas formas: a vitamina D2 (ergocalciferol), encontrada em produtos de origem vegetal, e a vitamina D3 (colecalciferol), encontrada em produtos de origem animal.



Cães e Gatos precisam tomar sol para absorver a vitamina D?


Diferentemente do que ocorre com outros mamíferos, como ovinos, bovinos, equinos, suínos, ratos e seres humanos, os cães e gatos, a síntese cutânea de vitamina D através da exposição solar é limitada, o que torna essas duas espécies dependentes da ingestão dietética de vitamina D. Isso ocorre porque cães e gatos possuem baixa habilidade de realizar a biossíntese cutânea de vitamina D, que ocorre normalmente em outros animais.



Onde encontrar vitamina D?


A vitamina D2 pode ser encontrada em: cereais, leite, ovos, peixes e pães e a D3 em peixes oleosos, como sardinha e salmão, além de gemas de ovos e fígado.



Importância desse nutriente


A vitamina D3 exerce papel importante no metabolismo do cálcio e do fósforo, e assim, na manutenção do ossos; pois, a mineralização dos ossos e cartilagens ocorre a partir de sua absorção intestinal e do aumento de cálcio e fósforo plasmático. Contribui também para a excitabilidade do tecido nervoso e contração muscular.



Cuidado com a quantidade!


Carências ou excessos de vitaminas podem desencadear diversas alterações na saúde de pets, por isso, a recomendação é que toda a suplementação deve ser feita com o auxílio de veterinário especializado em nutrição animal.

O excesso de vitamina D pode provocar hipercalcemia, redução de paratormônio (PTH) e calcificação de tecidos moles.

Sua deficiência pode resultar em quadros de linfoma canino, mastocitoma, hiperparatireoidismo, doença renal crônica e doenças cardíacas.



Fontes:

- Zafalon, RVA; Ruberti, B; Rentas, M.F.; Amaral, A.R; Vendramini, T.H.A.; Chacar, F.C.; Kogika, M.M.; Brunetto, M.A. The Role of Vitamin D in Small Animal Bone Metabolismo. Metabolites. 2020, 10, 496.

- E-disciplinas USP


#caesegatos #nutricaopet #nutricaocaesegatos #vitaminad