Vamos falar de Hiperparatireoidismo Secundário Nutricional?

Atualizado: Jul 6

Sabemos que a alimentação caseira, também chamada de alimentação natural, é um método adotado por alguns tutores de pets. No entanto, quando ela não é formulada de maneira adequada promove riscos para a saúde de cães e gatos. Por isso, é essencial que seja formulada por um veterinário ou zootecnista especializado em nutrição.

Uma das maiores preocupações nas dietas caseiras é a deficiência de cálcio. Quando a relação de cálcio para fósforo está menor do que 1:1 ou quando o cálcio que vem da alimentação está abaixo do mínimo necessário para aquela espécie, o chamado hiperparatireoidismo nutricional secundário (HSN), pode ser desenvolvido.



“Mas o que isso significa?”


No HSN o corpo do animal passa a “tirar” o cálcio, principalmente dos ossos, o que pode gerar deformação e até mesmo fraturas nessas estruturas. Além disso, um achado comum é a hipocalcemia, que corresponde à baixa concentração de cálcio no sangue. Essas alterações refletem o modo como o organismo tenta manter o equilíbrio da quantidade de cálcio.

Mais especificamente, há uma diminuição de cálcio iônico (forma livre para ser utilizada pelos órgãos) e consequente aumento da liberação do paratormônio (PTH). O PTH é um hormônio produzido pela paratireóide (glândula adjacente à tireoide) e sua principal função é regular o cálcio no organismo quando a quantidade desse mineral está abaixo do necessário. Quando há aumento dos níveis desse hormônio ocorre:

  • Maior reabsorção de cálcio nos ossos e rins

  • Maior eliminação de fósforo pela urina (para regular a relação cálcio : fósforo)

  • Aumento da absorção de cálcio pelo intestino delgado.

Como pode ser diagnosticado?


O diagnóstico é feito através da mensuração de cálcio iônico e do PTH, além do uso de radiografias que permitem verificar a presença de fraturas e a densidade óssea (quantidade de mineral ósseo no tecido ósseo).

Nessa doença metabólica podem ser observadas microfraturas ou até fraturas completas (lesão óssea em sua totalidade). Diferentemente do Hiperparatireodismo secundário renal, que acomete preferencialmente os ossos da face (osteodistrofia fibrosa), o HSN tende a provocar osteopenia (perda de massa nos ossos de forma gradual) de ossos longos e de vértebras. As radiografias da imagem abaixo mostram essa osteopenia.



O HSN é só um exemplo de muitas outras possíveis deficiências nutricionais causadas por uma dieta desbalanceada. Por isso, a dieta fornecida para cães e gatos deve ser balanceada para espécie, por um médico veterinário capacitado.

Consulte sempre um profissional habilitado para definir a alimentação de seu animal, pois é a melhor forma de garantir a saúde e bem-estar dele.


Caso esteja interessado em iniciar um negócio no ramo pet food, entre em contato conosco! EJAV oferece em seu portfólio, consultorias para . Confiram nossos serviços aqui.




REFERÊNCIAS:


PEDRINELLI, V. Determinação das concentrações de macro e micro minerais e metais pesados em alimentos caseiros para cães e gatos adultos. Dissertação (Mestrado em Ciências) - Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia da Universidade de São Paulo, p. 28-29, 2018.

SCHENCK, Patricia A.; CHEW, Dennis J. Investigação de Hipercalcemia e Hipocalcemia. In: MOONEY, Carmel T.; PETERSON, Mark E. (org.). Manual de Endocrinologia Canina e Felina. ed. Roca. São Paulo: [s. n.], 2015. v. 4, p. 335–351.



31 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo