Meu cão está com carrapatos, e agora?


É muito frequente nos depararmos com nossos pets se coçando ou até mesmo encontrarmos alguns desses pequenos artrópodes espalhados por nossa casa, e logo nos vem à mente: “Meu Deus! Minha casa está infestada e meu cãozinho está sofrendo com toda essa coceira, já dei banho com shampoo carrapaticida e já fiz de tudo, mas não acaba!!


E agora?


Bem, primeiro vamos conhecer esse tal carrapato. Estamos falando do Rhipicephalus sanguineus, principal espécie de carrapato a qual acomete os cães que vivem em ambientes urbanos, em áreas cimentadas. É um parasita com comportamento nidícola, ou seja, que vive no abrigo, no local onde o cão dorme, sendo este o principal foco de infestação. Além de causar prurido intenso nos animais, esses carrapatos também são importantes vetores de alguns patógenos causadores de doenças importantes tanto para o homem quanto para os animais, como a Babesiose Canina e a Erliquiose Canina. Não existem vacinas para essas doenças no Brasil, sendo a única forma de prevenção o controle do carrapato.


O Rhipicephalus pode ser introduzido numa residência quando:

  • O cão visita algum local previamente infestado, como uma casa, um Pet Shop, uma clínica veterinária ou um hotelzinho Pet.

  • São introduzidos na residência móveis ou eletrodomésticos de um local infestado.

  • Quando carrapatos de um local vizinho migram pelas paredes.


Como resolver a situação?


Ao contrário do que se pensa, o principal foco de tratamento não deve ser o animal, mas sim o ambiente em que ele dorme! Segundo estudos, 95% dos carrapatos se encontram no ambiente e somente 5% estão no cão. Logo, a melhor forma de acabar com a infestação é fazer um tratamento estratégico, seguindo os seguintes passos:

  • Aplique carrapaticida no ambiente, com um jato forte para que entre em contato direto com o parasita, direcionando às frestas e buracos da parede, onde ele se esconde. Se possível faça dedetização no ambiente, semanalmente, no mínimo 3 vezes.

  • Em paralelo, faça uso de carrapaticidas de longa ação nos cães, respeitando os intervalos de eficácia do determinado produto, podendo variar de semanas a meses.


Eliminar o carrapato do cachorro ou do ambiente é um desafio mesmo para as pessoas mais cuidadosas. É importante sempre ficar atento ao corpo e pelo do pet e, sobretudo, a possíveis sintomas.

Assim seu pet terá mais qualidade de vida e saúde!




2 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo