top of page
Buscar

Doenças mais comuns relacionadas a má nutrição em cães e gatos

A ração dos nossos pets tem uma formulação pensada para manter o equilíbrio de nutrientes necessários em cada fase fisiológica de cada espécie animal. Caso essas demandas não sejam atingidas, o nosso animalzinho pode sofrer algum rompimento da homeostasia do corpo, ou melhor, a imunidade cai e pode propiciar o desenvolvimento de alergias, parasitoses, obesidade ou outras doenças pela deficiência nutricional. Assim, é sempre necessário tomar cuidado com qual tipo de ração estamos oferecendo, de que maneira estamos colocando a disposição e também com que frequência estamos distribuindo as porções ao longo do dia.


Em quais casos precisamos nos atentar mais?

O maior cuidado na nutrição do nosso pet é na fase de crescimento, a qual é uma etapa crítica que precisa de bom balanço nutricional para não causar prejuízo no desenvolvimento pelo desequilíbrio desde o início da vida. Isso pode desdobrar em uma doença futura, por exemplo, se oferecer alimentação caseira com apenas carne bovina, o animal tem deficiência de cálcio, o que pode levar a diversos distúrbios. 

Na fase adulta também precisa de cuidado, porque, principalmente na sociedade contemporânea, em que o animais são de companhia e foram condicionados a ficarem em espaços pequenos (como apartamento) e sem tanta atividade física,  desencadeou a necessidade de cuidado com o consumo de alimento para evitar o excesso de energia, levando ao animal desenvolver obesidade, ou outras doenças de sobreconsumo. 

Além dessas duas fases da vida, tem a fase da lactação que vai ter alteração do metabolismo do organismo da fêmea, o que precisa de novas demandas de nutrientes para aumentar a reserva dos insumos utilizados nesse momento, e tem a fase da velhice, em que o animal precisa de outros cuidados pela perda de massa, perda dos dentes, sem contar a maior probabilidade de desenvolver doenças renais, hepáticas e/ou cardíacas. Resumindo, em todas as fases é preciso ter cuidado com o nosso amado pet para não ter deficiência nutricional. Para exemplificar, vamos explicar, em seguida, as doenças mais comuns devido a má nutrição: 



Doenças mais comuns:

Alergia

Alergia é uma resposta imunológica geralmente causada pela ingestão de conservantes, corantes, aditivos e/ou outras substâncias químicas que estão presentes no alimento industrializado. 

Os principais sintomas das alergias são coceira intensa, ferimentos, vermelhidão, vômito, diarreia e até mesmo descamação de pele.


Diarreia 

A diarreia é extremamente comum em caso de má alimentação, podendo ser causada por distúrbios no sistema digestivo do próprio animal, intoxicação, alergia e até mesmo por parasitas intestinais.

Seus sintomas são: fezes com aspecto mais pastoso ou líquido, desidratação, febre, apatia, perda de peso, cansaço e vômito.


Gastrite

A gastrite é uma inflamação da mucosa interna do estômago e pode ocorrer principalmente devido a contaminação de fungos e bactérias nos alimentos, o que gera no corpo uma reação contra os antígenos bacterianos. Além disso, pode ser ocasionada por vermes internos e intolerância alimentar.

Os sintomas incluem diarreia, perda de peso, vômito e perda de apetite.


Inflamação do esôfago 

Essa inflamação é causada principalmente pela ingestão de ossos previamente cozidos. Também pode ser causada por refluxo grave e ingestão de corpos estranhos.

Os sintomas variam, podendo ser: dificuldade para engolir, diminuição do apetite, postura do corpo alterada, tosse interna, incômodo no pescoço, vômito e perda de peso.






コメント


bottom of page